MULHERES UNIDAS JAMAIS SERÃO VENCIDAS

whatsappTodas já sabemos que ficou para trás aquele tempo em que o homem ia à luta e a mulher cuidava da família. Há tempo, os dois constroem-se como provedores de sua vida, juntos ou independentes – e não há nada de novo nisso.

Mas uma coisa tem me chamado atenção: o modo como as mulheres vêm se unindo cada vez mais em prol da evolução coletiva e cooperativista, principalmente agora, na era das redes sociais. Elas estão cada vez mais conectadas e engajadas, buscando uma tribo para chamar de sua. São várias mulheres diferentes, mas o objetivo é um só: evoluir coletivamente e cooperativamente.

Eu acho isso incrível! Trabalho diretamente com mulheres há mais de 13 anos e comemoro diariamente o fato de estarmos cada vez mais conquistando o nosso lugar no mundo, mas me preocupo quando vejo a mídia falando de nós, mulheres, como “super poderosas”.

Eu costumo dizer que estamos diante de um rio com duas margens: em uma margem, temos mulheres extremamente dependentes, sem força, voz e valor – como já fomos por muito tempo. Na outra margem, temos mulheres bem resolvidas, seguras, muito poderosas, livres, quase uma “super womam” – que representam aquilo que queremos ser.

Mas engana-se quem pensa que a travessia é fácil. O caminho até a outra margem do rio é   longo e cansativo: às vezes a correnteza é forte, às vezes tem tromba d’água, às vezes o rio está calmo, às vezes a água está suja… E está tudo bem, porque a vida é assim!

O que não podemos é desistir de terminar o percurso ou só dar atenção aos momentos difíceis, já que somos maduras o suficiente para saber que tudo passa: tanto a tempestade quanto a bonança. O que temos que fazer é olhar sempre por um ponto de vista positivo e evoluir constantemente, mesmo com as perdas e desafios.

Mas é importante lembrar que precisamos evoluir juntas, verdadeiramente unidas – e não só de fachada. Muitas mulheres ainda enxergam outras como rivais, não como irmãs, e isso é um grande empecilho no nosso trajeto até a outra margem do rio.

Precisamos nos desligar dos pensamentos pequenos e egoístas que nos acompanham a tanto tempo. Estamos todas no mesmo barco, quase todas temos os mesmos desafios, só que em momento, grau e circunstância diferentes. Todas as vezes que participo de grupos, círculos e ou cursos para mulheres, isso fica claro:  vivemos quase que os mesmos desafios, tudo muito parecido.

As mulheres estão conquistando cada vez mais o seu lugar ao mundo e tem espaço suficiente para todas brilharem. Não precisa ter disputa, não precisa ter inveja. E se estivermos verdadeiramente juntas, despedidas de tudo que for pequeno e for de encontro a união verdadeira e cooperativismo na sua essência, vamos “brilhar” muito mais rápido e com muito mais intensidade e nos momentos de desafios, estando juntas, será muito mais fácil.

Eu mesma estou a frente de um dos grupos que proporciona o empoderamento e geração de oportunidade de negócios para mulheres. Isso significa que a luta é só minha, que eu fui eu quem criei, tenho posse do grupo, do nome do grupo, das ações? Não, de forma alguma, o nosso grupo é uma gota em frente ao oceano! É um movimento global, que começou quando eu não era nem nascida ainda e que agora está ficando mais forte e disseminado, depois da facilidade de propagação oriunda das redes sociais. Eu sou apenas uma agente, quero propagar o conhecimento, o fortalecimento, a união, o cooperativismo  e dou minha pequena contribuição.

E é assim que funciona o movimento: quanto mais mulheres propagarem o grande ideal de união verdadeira e cooperativismo, melhor para todas. Não é preciso haver posse, ciúmes, visões únicas – temos que nos unir!

O sol brilha para todas e a chuva também molha todas – e tem espaço para todo mundo. Vamos, juntas, nos equilibrando nessa dança do sol e da chuva, pois os dois estágios são importantes e necessários.

Se alguém montar um grupo parecido ao seu, quem sabe vocês não possam se unir para ajudar uma à outra, em vez de criticar e criar uma rivalidade que não é necessária? Precisamos seguir juntas, firmes, conscientes, felizes, amigas e verdadeiras – esse é o único caminho para conquistarmos a evolução feminina que tanto sonhamos.

Você pode participar do nosso grupo ou de qualquer outro, porque, na realidade, todos foram criados com o objetivo de nos unirmos cada vez mais, criando uma onda de evolução. E não fique presa apenas aos grupos online – busque praticar a união feminina no seu dia a dia. Olhe nos olhos uma das outras, esteja perto, abrace, sinta o calor. Sororidade não pode ser apenas uma palavra, precisa ser um estilo de vida.

E vocês não fazem ideia do impacto, da força da união das mulheres – juntas somos muito mais fortes, nos completamos e podemos dar grandes saltos econômicos, emocionais, espirituais, pessoais, conseguimos evoluir integralmente e muito mais rápido do que em caminhadas solitárias.

Finalizo este artigo com algumas frases que circulam pela internet e vão de total encontro ao tema.

“ Assim que as mulheres descobrirem que unidas são mais fortes, ninguém poderá pará-las”

“Moça, esqueça a competição! Nós não somos rivais, somos a REVOLUÇÃO”

“Quando uma mulher incentiva o voo de outra mulher, ela está dando asas para ela mesma”

Quer ver mais coisas sobre o assunto? Recomendo o vídeo abaixo!

https://www.youtube.com/watch?v=tmN8QHMfCSA&feature=youtu.be

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Deixe um comentário

Comentar post