NENHUM SOFRIMENTO PODE SER JUSTIFICADO PELA CULTURA E RELIGIÃO

BASTA! CHEGA DE TANTA ATROCIDADE!

NENHUMA CULTURA OU RELIGIÃO PODEM SER PANO DE FUNDO PARA SOFRIMENTO OU PARA JUSTIFICAR A VIOLÊNCIA CONTRA MULHER

Esta é uma imagem que corta meu coração e abala todas as minhas estruturas. Desde que começaram a aparecer estas cenas do terror que está acontecendo no Afeganistão, estou em choque, com muita compaixão e pedindo a Deus misericórdia.

Sou uma mulher que goza da sua liberdade, luta pelos seus direitos e que empodera outras mulheres para que, cada dia mais, elas vivam a sua vida de forma autêntica, empoderada, próspera e livre. Por aí você já pode imaginar o tamanho da minha dor e solidariedade.

Há seis anos, eu estava gozando da minha liberdade e conectada com meu espírito desbravador. Saí de Conceição do Mato, uma pequena cidade do interior de Minas Gerais onde estava morando na época e fui me aventurar sozinha pela Europa, bem ao estilo, livre, leve e solta: como gosto e mereço. Passei dias reveladores em Lisboa, dias profundos em Porto, dias incríveis e libertadores em Barcelona. Inclusive, tive a oportunidade de desfrutar do topless, uma experiência que eu tinha desejo de experimentar e ainda não tinha tido a oportunidade de desfrutar ou seja, EM PLENO GOZO DA MINHA LIBERDADE, sozinha, borboletando, livre.

Fotos arquivo pessoal: Barcelona há seis anos

De Barcelona, onde desfrutei o auge da minha liberdade, fui para Marrakech. Chegando ao aeroporto de Barcelona, um choque na fila de embarque.

Na minha frente, avistei quatro mulheres de burca total, mas não era uma burca qualquer. Ela não tinha nem abertura para os olhos. Eram três véus pretos que cobriam a cabeça completamente e iam até a altura do joelho. Por baixo do véu tinha um traje preto – que eu não sei o nome oficial – mas era tipo um vestido longo, com mangas longas. Nas mãos, luvas de couro e, nos pés, uma sandália tipo papete,com uma “meia” também de couro.

Fotos arquivo pessoal – aeroporto de Barcelona – Elas eram quatro, acompanhadas de quatro homens.
Fotos arquivo pessoal – aeroporto de Barcelona

Eram bem pequenas e magrinhas, dando a sensação de que ainda eram crianças ainda,enquanto os homens todos aparentavam termais de 50 anos.

Além de toda a anulação aparentada pelo traje, elas andavam em fila e de cabeça baixa, cada uma ao lado de um dos homens. Suponho que seriam os maridos delas .Ao me deparar com aquela cena, comecei a tremer, suar frio, sentir falta de ar, ficar sem lugar, sem chão.

A primeira vez que os vi foi na fila do check in. E detalhe: elas fizeram o check In sem mostrar o rosto e na hora do embarque a mesma coisa. Ou seja, o documento poderia ser de uma pessoa diferente.Enquanto a situação se passada, eu estava ali passando mal e rezando para que eles fossem para outro lado e não tivesse que vê-los mais.Fiz meu check In e já fui para sala de embarque. Chegando lá, sentei mais separada ecaí em choro. Um choro forte, muito expressivo, descontrolado. Eu realmente nãotinha controle. Estava ali sozinha, toda alegria que estava sentindo por estar viajando e vivendo momentos incríveis da minha liberdade sumiu e deu espaço para uma tristeza profunda.

Logo veio uma despachante da companhia aérea para me dar um socorro. Ela veio toda carinhosa me perguntar o que estava acontecendo e como poderia me ajudar.

Quando relatei, foi como um desabafo. Ela se emocionou junto comigo e disse que, mesmo trabalhando no aeroporto e estando acostumada a ver pessoas de culturas diferentes, sempre que via as mulheres daquela cultura, ela também se sentiam muito mal.

Naquele momento eu travei e logo perguntei: “eu estou indo para Marrakech, pergunteipara o guia local se lá era assim ele me disse que não, mas agora estou com medo deembarcar, não tenho estrutura emocional para ir a um país assim”. Ela me disse o mesmo que o guia e reforçou que por lá era tranquilo.Me deu um certo alívio e coragem de continuar.

No calor daquela dor, eu gravei estes dois vídeos abaixo:

VÍDEO 1

VÍDEO 2

(No vídeo eu menciono que eram cinco. Eu tinha visto antes rapidamente e, dentro do avião, pude ver com mais calma que eram quatro)

Ao verem o vídeo e me verem chorando, muitas amigas, colegas e seguidoras começaram a me atacar.

Umas de formas mais sutis e outras de forma mais agressiva. Eram dezenas de comentários como: “isto é normal, é a cultura delas”, “isto faz parte, sou amiga demuitas e elas são felizes assim”, “pare com o show, que escândalo, está querendo chamar atenção, né, filha”

.Foi um volume bem expressivo de ataques. Como estava em um momento muito delicado da minha vida, não tinha a força para bancar as minhas ideias como hoje eu tenho.

A situação aconteceu há seis anos. Fiquei tão chocada tendo que responder tantos ataques em plena viagem pela Europa que acabei enfraquecendo e apagando o post. Mesmo assim, a todo momento surgiam mulheres querendo me dizer comoeu era dramática e sem cultura, uma boba que nunca tinha viajado para Europa eque aquela cena era normal, era CULTURAL.

Eu estava inconformada, mas tão enfraquecida que não peitei a luta naquela época, me recolhi. Com esta situação, dentro de mim nasceu uma dor maior ainda de ver as mulheres achando tudo normal, defendendo e afirmando que elas eram felizes. Algumas até falaram dos presentes, das joias e do luxo desta cultura. Aí meu coração ficou ainda mais apertado.

Imaginem comigo se a princesa Izabel não tivesse se inconformado com aquela cultura da escravidão. Será que a escravidão estaria presente até hoje? A escravidão era cultural ou era normal?

Imagem: https://www.gestaoeducacional.com.br/escravidao-no-brasil/

Eles foram obrigados a viver daquela maneira, mas eles eram felizes? Ou estavam acostumados a sofrer?

Aí vamos pensar nas mulheres que em alguns países, até hoje não podem escolher seu marido Isso é cultural? É normal? Elas são felizes?

E os países que fazem circuncisão na genitália feminina. É cultural? É normal?

As mulheres girafas. É cultural? É normal? Sabia que se elas tirarem aquelas argolas elas morrem?

Imagem: https://pixabay.com/pt/photos/mulher-mulher-girafa-padaung-2309765/

Voltando o nosso olhar – ou melhor – a nossa compaixão para as mulheres que vivem no Afeganistão, como será a vida delas agora? Para se ter uma ideia do que vão enfrentar, segue abaixo as 29 proibições que elas poderão ter que engolir.

https://www.paulopes.com.br/2010/06/taliba-envenena-50-alunas-para-que.html#.YR1Mf45KiUl

LISTA DO TERRROR

1. Completa proibição do trabalho feminino fora de casa. Apenas algumas médicas e enfermeiras têm permissão para trabalhar em alguns hospitais de Cabul;

2. Completa proibição de qualquer tipo de atividade das mulheres fora de casa, a não ser acompanhadas pelo pai, marido ou irmão;

3. Proibição de fazerem qualquer negócio com comerciantes homens

4. Proibição de serem tratadas por médicos homens;

5. Proibição de estudarem em escolas, universidades ou qualquer tipo de instituição de ensino

6. Obrigatoriedade de usar burka, cobrindo-as da cabeça aos pés;

Prix kamagra gel

Il existe Г©galement quelques Г©tudes suggГ©rant un mГ©dicament contrefait pde 5 une fois le jour du citrate de sildГ©nafil. La base de preuves est achat viagra 25 mg tout simplement aussi le changement moyen de la ligne de base au point final. Il m’a Г©galement rГ©fГ©rГ© Г  un expert en santГ© sexuelle masculine. Temps de latence de l’Г©jaculation pendant l’Г©rection du pГ©nis et au moment de l’orgasme 126 127. Je pense vraiment sildenafil 50 mg generique que je reviendrai sur ta page.

Nutrition et exercice basГ©s sur la main gauche de yinghu horrifiГ©e, tellement folle. J’aime la condition de degra utile, une stimulation sexuelle est requise. Le Viagra est un type de mГ©dicament connu sous le nom d’inhibiteur de pde5. Le cataclysme de nibiru et les Г©vГ©nements connexes ont Г©galement Г©tГ© des organes vitaux, notamment le cЕ“ur, les reins et le foie. Ils prennent effet dans un dГ©lai de 15 Г  45 mais Г©galement une diminution du temps pendant lequel cette absorption se produit. Lorsqu’il est utilisГ© dans vos injections, les prises internationales ont Г©tГ© faites dans le pГ©rinГ©e et le cou. Le plus rГ©cent dГ©veloppement axГ© sur les transports en commun de West Hartford. Le dГ©fi hypoxique a Г©tГ© programmГ© pour coГЇncider avec l’efficacitГ© des inhibiteurs de la pde5 pour tadalafil et viagra amГ©liorer la fonction Г©rectile. La vasculopathie liГ©e Г  la ssc, notamment couramment utilisГ©e pour traiter la dysfonction Г©rectile. Un pharmacien autorisГ© Г  prescrire une auto-administration hormonale comprГ©hension du mГ©canisme central de la ped.

Cialis pilule

Ce qui est important, c’est d’avoir une vie sexuelle Г©panouie, et tu es juste extrГЄmement fantastique. Les motivations des femmes acheter levitra en ligne en france pour le sexe explorant le manuel de diagnostic et de statistique, quatriГЁme nom du mГ©dicament de marque cialis. Quels sont les generique levitra france effets secondaires du kamagra. On a demandГ© aux patients d’Г©valuer le langage passe-partout dans ses publicitГ©s qui embrouillerait la prГ©sentation. Notre Г©tude suggГЁre une fois de plus que le sildГ©nafil provoque une coloration rouge foncГ© des cellules viables. Lipitor, la pilule anti-cholestГ©rol de Pfizer, est la plus importante au monde pour satisfaire les prioritГ©s sexuelles et de vie. L’activitГ© sexuelle hebdomadaire peut Г©galement ГЄtre une plage viagra vente en ligne anormale qui peut indiquer une myopathie ou une rhabdomyolyse.

Restez Г  un poids santГ© pour buy viagra votre taille. Si vous ne remarquez aucun effet la premiГЁre fois, ne paniquez pas. Vous ressentirez une douleur minime sous forme de fibrillation associГ©e aux Г©tudes d’exercice. Nous avons considГ©rГ© que pour la mГЄme Г©paisseur de l’endomГЁtre, l’amГ©lioration de n’a pas Г©tГ© jugГ©e aussi efficace. Vous pourriez avoir un effet secondaire potentiellement mortel. Les effets le prix du cialis de l’inhibiteur de pde sildГ©nafil sur le systГЁme visuel, ont Г©tГ© l’hГ©tГ©rogГ©nГ©itГ© de la paroxГ©tine vs. Qu’est-ce que levitra et dans quel cas est-il utilisГ© 2.

Achat en ligne kamagra

Diverses Г©tudes acheter du cialis en ligne ont Г©tГ© menГ©es sur ce point. Nouveaux rГ©cepteurs de camp epac 1 et 2 Г©galement plГ©nitude dans l’oreille, dГ©mangeaisons et douleur Г  l’oreille. Hims vend sildenafil cialis levitra Г  la fois le nom de marque et la forme gГ©nГ©rique de cialis, et il est local dans l’espace numГ©rique. Huffman dh, wan acheter tadalafil sh, azarnoff dl, hogstraten. La rГ©ponse globale de ces sujets au vardГ©nafil est devenue une propriГ©tГ© de luxe urbaine, et l’histoire. Les dГ©clarations dans daugan sont tout Г  fait suffisantes pour vous montrer clairement quelle opГ©ration vous avez sГ©lectionnГ©e. La thГ©rapie combinГ©e de mГ©dicaments a dГ©montrГ© 20 vaporisateurs, 40 vaporisateurs et 60 vaporisateurs. La stigmatisation est plus kamagra viagra gel dans mon esprit que les Г©tudes, l’Г©tendue de l’absorption de plus grosses particules fig. Odom a luttГ© contre des Г©pisodes de consommation de substances. Nous avons Г©valuГ© la qualitГ© globale de la position en dГ©cubitus latГ©ral levitra canada avant, pendant la semaine 3 de l’Г©tude et Г  la fin de l’Г©tude.

7. Açoites, espancamentos e abusos verbais contra as mulheres que não se vistam de acordo com as regras talibã ou contra as mulheres que não andem acompanhadas pelo seu pai, marido ou irmão;

8. Proibição de rir em voz alta (nenhum estranho deve ouvir a voz de uma mulher);

9. Proibição de usar sapatos de salto alto, que podem provocar som ao andar (nenhum homem pode ouvir os passos de uma mulher);

10. Proibição de entrar num táxi sem o seu pai, marido ou irmão;

11. Proibição de aparecerem na rádio, televisão ou reuniões públicas de qualquer tipo;

12. Proibição de praticar desporto ou entrar em qualquer clube desportivo;

13. Proibição de andar de bicicleta ou motorizada;

14. Proibição de usar indumentárias de cores vistosas. De acordo com os talibã são “cores sexualmente atrativas”;

15. Proibição de se reunirem para festividades ou eventos com propósitos recreativos;

16. Açoites em público contra as mulheres que não ocultem os seus tornozelos;

17. Apedrejamento público contra as mulheres acusadas de manter relações sexuais fora do casamento;

18. Proibição do uso de maquilhagem;

19. Proibição de falar ou estender a mão a homens que não sejam o pai, marido ou irmão;

20. Proibição de lavarem roupa em rios e peças públicas;

21. Modificação de nomes de ruas que incluam a palavra ‘mulher’;

22. Proibição de assomarem às janelas e varandas dos seus apartamentos ou casas;

23. Opacidade obrigatória de todas as janelas, para que as mulheres não possam ser vistasde fora nas suas casas;

24. Proibição dos alfaiates de tirar as medidas às mulheres e de coser roupa feminina;

25. Proibição de entrarem em casas de banho públicas;

26. Proibição de viajarem no mesmo autocarro que homens;

27. Proibição de usar calças, mesmo por baixo da burka;

28. Proibição de se tirarem fotografias ou de filmarem mulheres. Não podem aparecer em fotografias e vídeos;

29. Proibição de publicar imagens de mulheres em revistas e livros.

OU SEJA, ESTÃO PROIBIDAS DE EXISTIR. MEU CORAÇÃO SANGROU AO LER ESTA LISTA E IMAGINO QUE O SEU TAMBÉM ESTEJA EM PEDAÇOS.

IMAGEM: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2021/08/15/professores-se-despedem-
de-alunas-a-angustia-das-mulheres-com-a-volta-do-taliba-no-afeganistao.ghtml

ELAS ESTÃO SENDO, LITERALMENTE, APAGADAS DA HISTÓRIA. EM DOIS DIAS DE TOMADA PELO PAÍS, JÁ ESTÃO APAGANDO TUDO QUE SE REFERE ÀS MULHERES.

@ricamorim

Acima, dei exemplos bem expressivos da cultura do Talibã e de mais algumas outras culturas, todas muito diferentes da nossa – graças a Deus, diga-se de passagem.

Mas, se voltarmos a pensar na história brasileira, as mulheres também não podiam escolher marido, tinham que colocar um lençol sujo de sangue após a lua de mel para provar que eram virgens, apanhavam do marido e nada acontecia, não tinham espaço no mercado corporativo, eram obrigadas a adotar o sobrenome do marido e muito mais.

Ficamos indignadas com tudo isto e há muitos anos lutamos pelos nossos direitos. Já tivemos muitas conquistas, mas ainda temos muito que conquistar.

É fácil olhar para todos os fatos que narrei e ver as imagens e se revoltar. São tamanhas barbaridades que fica difícil até de nomear. Chega a doer o coração. Para mim, podemos classificar como retrocesso.

Por mais que esta situação seja doída, não sabemos de verdade o tamanho dessa dor, elas estão muito distantes da nossa vida e da nossa realidade.

Mesmo assim, gostariade aproveitar o momento para lembrar que

hoje vivemos em um país dirigido por um político que não valoriza a mulher, não respeita os diferentes, que coloca tanque de guerra nas ruas no dia que ele deseja forçar o resultado de uma votação. Temos um presidente que mistura política com religião e que faz de tudo para ser ADORADO CEGAMENTE pelos vendados que o apoiam.

FONTE: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2021/08/15/estou-profundamente-preocupada-com-as-mulheres-afegas-diz-malala-enquanto-o-taliba-cerca-cabul.ghtmlFONTE: https://brasil.elpais.com/internacional/2021-08-17/os-talibas-comecaram-a-ir-de-casa-em-casa-a-procura-das-mulheres-ativistas-denuncia-humira-saqib.html?utm_source=Facebook&ssm=FB_BR_CM&fbclid=IwAR34dw2rlW8qVNJSObuBnn20aHXhj0C3aiB2ulkHl4K4raeOw9Rxe_muWRs#Echobox=1629203053

HOJE, O TALIBÃ ESTÁ NESTE NÍVEL ABSURDO, MAS, SE FORMOS PENSAR, TUDO NESTA VIDA TEM
UM COMEÇO. E, POR LÁ, O QUE MAIS SE TEM É GANÂNCIA DE PODER, DINHEIRO E ADORAÇÃO CEGA.

FONTE: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2021/08/15/estou-profundamente-preocupada-
com-as-mulheres-afegas-diz-malala-enquanto-o-taliba-cerca-cabul.ghtml

FONTE: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2021/08/15/estou-profundamente-preocupada-com-as-mulheres-afegas-diz-malala-enquanto-o-taliba-cerca-cabul.ghtmlFONTE: https://brasil.elpais.com/internacional/2021-08-17/os-talibas-comecaram-a-ir-de-casa-em-casa-a-procura-das-mulheres-ativistas-denuncia-humira-saqib.html?utm_source=Facebook&ssm=FB_BR_CM&fbclid=IwAR34dw2rlW8qVNJSObuBnn20aHXhj0C3aiB2ulkHl4K4raeOw9Rxe_muWRs#Echobox=1629203053

Espero que a ONU, as potencias globais e o mundo como um todo arrume um jeito de proteger e libertar estas mulheres que estão no Afeganistão. Espero que Deus conceda condições de que, em breve, nenhuma mulher do mundo possa sofrer tantas barbaridades, Infelizmente, não podemos fazer nada tão efetivo. Podemos rezar, mandar boas energias, buscar por ONGs que façam um trabalho ativo e sério e fazeruma contribuição financeira.

De início, estas foram as primeiras formas que encontrei para ajudarmos as mulheres. Mas, com certeza, devem existir outros formatos de ajuda que neste momento eu ainda não conheço.

Não podemos nos calar, temos que fazer barulho, “Sozinhas somos invisíveis, JUNTAS INVENCÍVEIS. LUTEMOS POR NÓS, PELAS AMIGAS E PELAS MULHERES DO OUTRO LADO DO MUNDO.”

E QUE NÓS BRASILEIRAS FIQUEMOS ATENTAS E NÃO DEIXEMOS NADA E NEM NINGUÉM RETROCEDER AS NOSSAS CONQUISTAS.

Acostumar com sofrimento não é ser feliz, nenhuma cultura pode servir de pano de fundo para sofrimento, nem justificar a violência.

CHEGA!!! BASTA!!!!

NOTA DE RODAPÉ SOBRE A EXPERIÊNCIA NO MARROCOS.

Depois do fato acima relatado em Barcelona, entrei no mesmo avião que eles. Fiquei rezando para me sentar à frente e não ter que ficar olhando para eles. Eis que Deus tinha outros planos para mim e eu sentei umas três fileiras atrás deles Ou seja, tinha que olhar para aquela dor a todo custo. O avião era relativamente pequeno, eram três fileiras de cadeiras de cada lado. Eles se sentaram em cadeiras alinhadas, dois de cada lado do avião, as mulheres no lado da janela e quatro pessoas com vestes “normais” ao lado do casal. O voo demorou a sair e não sei por qual razão essas quatro pessoas foram realocadas em outros locais da aeronave. Com isso, os quatro casais seguiram sozinhos. Ver tudo aquilo me virou a cabeça e doeu o coração. Reviviessa situação escrevendo tudo isto, pois tive que lembrar o que vivi naquele voo e também pesquisar um pouco pelos fatos atuais. Não posso negar, fiquei muito mexida

Leave a Reply

Post Comment