Viva a beleza real

Por Silvana Lages

Eu sei, você já está saturado de saber que padrões de beleza não devem existir e que o bonito é ser você, independente do número das suas roupas, da sua altura, da cor do seu cabelo ou do formato do seu nariz. Mas eu sei, também, que você está ciente que os padrões estéticos existem e, infelizmente, são venerados por muitas mulheres por aí.

E o problema maior não está nem na existência destes padrões, está na falta de realidade presente neles. As revistas, por exemplo, são as maiores precursoras no ramo da beleza e a realidade presente nas fotos ali expostas beiram o zero – são horas e horas [retocando as imagens](https://estilo.catracalivre.com.br/beleza/video-mostra-edicoes-na-foto-de-modelo-de-capa-de-revista/) para expor uma mulher que não existe.

Algumas até tentam fazer campanhas legais, exaltando todos os tipos de beleza. Um caso interessante foi o da marca de lingerie Duloren, que passou por cima de qualquer padrão e contratou a mãe da atriz Danielle Winits para posar de calcinha e sutiã em uma campanha. O problema é o fato da imagem final [não retratar uma mulher de 62 anos e nem a realidade da mãe da atriz , a estrela da campanha](https://estilo.catracalivre.com.br/modelos/com-62-anos-mae-de-danielle-winits-posa-de-calcinha-e-sutia/#), como deveria ser. As imagens foram editadas ao ponto do corpo de uma senhora se tornar o corpo de uma menina de 30 anos, fugindo de qualquer padrão real da idade e da própria pessoa

 

Mas, felizmente, algumas vezes as campanhas cumprem o que prometem e expõem resultados maravilhosos. A revista Elle, mundialmente conhecida como símbolo da moda, propôs uma iniciativa incrível para comemorar os 27 anos da sua existência: fizeram uma revolução para o início da beleza real e colocaram uma mulher plus size e livre de photoshop como capa da revista.

Além disso, em edições anteriores, disponibilizaram uma capa especial para a revista: [um espelho](http://portal.comunique-se.com.br/index.php/jo-com/77166-em-edicao-de-aniversario-revista-elle-transforma-capa-em-espelho) com a hashtag #vocênacapa.

Muito gostoso ver este movimento indo para a rua https://www.facebook.com/ElleBrasil/videos/10153440516054050/. Agora depende dos “clientes” desta e outras revistas ajudarmos para que este movimento fique de fato nas ruas.

Eles iniciaram um movimento real contra qualquer padrão estético e o resultado está indo conforme o esperado: cada vez mais mulheres estão apoiando a causa e percebendo que bonito é ser você, que [beleza é uma questão de essência](http://silvanalages.com.br/beleza-e-questao-de-essencia/).

Deixo aqui, então, os meus parabéns para a revista Elle e o meu convite para que todas se unam e participem do movimento junto com a revista, comigo e com as milhares de mulheres que já acordaram e perceberam que a beleza que importa é a beleza real, e não aquela manipulada que foi impressa em pedaços de papel que insistem em ditar padrões falsos.

Compartilhe este texto em suas redes sociais e faça mais do que isso: compartilhe essa ideia por onde você passar.  A ditadura da beleza tem que acabar!

    

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Deixe um comentário

Comentar post