Que cor de roupa usar no ambiente de trabalho?

cores

Por Silvana Lages

A construção de uma imagem pessoal consistente, elegante e que transmita uma boa impressão no ambiente profissional não é tarefa simples (apesar de que, como você vai ver a seguir, também não é impossível).

Para começar, é preciso entender as características e particularidades da área em que se atua, conhecer as exigências desse mercado e entender quem são consideradas símbolos de sucesso e de fracasso, para que sempre consiga acertar muito e comprometer-se o mínimo possível.

A partir dessas informações é possível “desenhar” o perfil ideal de profissional dessa área e, assim, começar a trabalhar sua imagem para adequá-la à realidade identificada.

Porém, é preciso sempre ter em mente que preservar sua personalidade e seus gostos pessoais também é fundamental. São os seus toques pessoais que vão fazer a diferença e tornar a sua imagem forte , única e sustentável.

Saber como escolher as cores a serem usadas no ambiente de trabalho é um dos pontos importantes na construção dessa imagem. E é sobre isso que vamos falar hoje.

Cartela de cores: como usar?

Talvez, em algum momento da sua vida, você tenha ouvido alguém falar algo como “nossa, como você fica bem com roupa vermelha”, ou, então, “ih, amarelo não caiu bem para ela”.

Isso acontece porque alguns fatores como cor da pele, dos olhos e do cabelo contribuem para que determinadas cores e tons fiquem melhor em algumas pessoas do que em outras.

Porém, para definir quais tons funcionam para cada cor de pele é preciso uma análise criteriosa de cada pessoa. E como não podemos fazer isso por aqui, a melhor maneira de começar esse trabalho de avaliação das cores é sabendo um pouco mais sobre elas*.

1. Verde – denota frescura, segurança e harmonia. Não agride nem cansa os olhos, representando uma boa escolha para quem se senta à frente de um computador durante um dia inteiro.

2. Azul – cor da sabedoria e da verdade. É também calmante e está ligada ao intelectual, além de ser a cor mais estável, sendo uma ótima alternativa para dias estressantes e de crise.

3. Preto – transmite mistério e seriedade. Também é considerada elegante e “emagrece”. Se quer ser tratado com respeito, a combinação de preto com azul ou verde ajuda.

4. Amarelo – é considerada a cor mais feliz de todas e normalmente estimula a alegria. No entanto, também é tida como instável e pode fazer com que quem a veste seja visto como fraco.

5. Cinza – implica passividade e falta de energia. É bom utilizá-lo com uma cor mais brilhante, como o azul, para neutralizar o seu efeito negativo.

6. Vermelho – é a cor da agressividade e da paixão – ótimo para um primeiro encontro, mas não tão bom para o ambiente de trabalho. Pode ser visto como hostil no escritório.

7. Laranja – é uma cor de estímulo e entusiasmo. Não é tão agressiva quanto o vermelho, mas chama bastante atenção, então no ambiente corporativo deve ser usado com moderação.

8. Roxo – lembra realeza e luxo. É, também, a cor da magia. Como é difícil encontrar alguma coisa desta cor na natureza, ele é visto como uma cor artificial. Um cachecol, uma echarpe, uma gravata ou uma bolsa são ótimos acessórios em roxo.

9. Branco – está associado a limpeza e perfeição. É sempre uma boa escolha para uma camisa ou um écharpe, mas denota timidez e esterilidade – características inapropriadas para relações no ambiente de trabalho.

*Fonte da pesquisa: Universia Portugal

Com isso em mente, lembre-se que em ambientes formais cores muito forte não são bem vistas. Aposte nas neutras, como preto, cinza, bege, branco e marinho.

Homens, muito cuidado na hora da escolha da cor da camisa e da gravata, para não fazer combinações exageradas de cores que produzam imagens como vitamina de frutas, tipo abacate com açaí.

Ainda falaremos muito sobre cor por aqui. Porém, tendo noção do que elas representam você já tem um bom início para escolher quais delas utilizar ou não no seu trabalho.

Pense nisso!

Sucesso!

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Deixe um comentário

Comentar post