O calendário de garotas reais

Ditadura da BelezaPor Silvana Lages

Você já deve ter visto aqueles calendários ilustrados com fotos de mulheres, certo? Geralmente estão mostrando o corpo, mas um corpo “perfeito” – perfeito de acordo com o padrão de beleza estabelecido. No mundo das mulheres daqueles calendários, não existem estrias, celulites, barriguinha, unha torta, cabelo rebelde… Nada disso.

Mas será que esse é o mundo real? Não mesmo! No mundo das mulheres reais, todas temos imperfeições, mas isso não nos deixa menos bonitas. Somos belas ao nosso modo.

Para provar isso, um grupo de mulheres argentinas de Villa La Angostura se reuniu no Projeto “Mujer en Amor”.

Paola Perini, fotógrafa e professora na Villa, lançou a ideia com o objetivo de ajudar um hospital local a conseguir dinheiro para a compra de um mamógrafo. Um total de 40 mulheres responderam ao pedido, 12 delas foram fotografadas para o calendário. A grande mídia argentina divulgou o projeto. A repercussão foi tanta que o Ministério da Saúde liberou recursos para o mamógrafo.

Porém, a campanha tomou proporções maiores que a inicial, virou um projeto em prol da valorização da beleza real das mulheres. “Todas temos complexo com nossa estética e nossa beleza. Há um modelo com o qual todas queremos parecer. Vemos mulheres nas grandes cidades que são todas iguais: as mesmas pálpebras, a mesma boca, o mesmo corpo. Não se gostam como são e não se gostaram nunca ”, destaca a fotógrafa sobre a motivação em dar continuidade ao Mujer en Amor.

Ditadura da Beleza - Mulheres Reais - Imagem Pessoal

Ditadura da Beleza - Mulheres Reais

Mujer-en-amor2A questão não é ser magra ou gorda, a questão é ser saudável e ser feliz, se cuidar por dentro e por fora.

Eu quero é levantar a bandeira da normalidade! Afinal, ter diferenças e ter defeitos é normal. Até mesmo as pessoas mais bonitas do mundo possuem defeitos. Se você olhar a Gisele Bündchen bem de pertinho, com certeza vai encontrar coisas que não aparecem na revista.

As fotos das revistas de moda não devem servir de “modelo” para as mulheres do mundo real. Precisamos nos espelhar em outras mulheres reais, tais como as do projeto Mujer en Amor.

Encerro este artigo com uma frase da fotógrafa Paola Perini que serve de inspiração para todas as mulheres:

“Se uma mulher se ama e se respeita como ela é, não importa o que os outros digam. Não importa que desdenhosamente lhe digam “gorda”, “negra” ou “baixinha”. A chave está na autoestima e na segurança que temos, primeiro como mulheres para, em breve, como mães, educarmos as nossas filhas”.

Silvana Lages - baixaAme-se como mulher para encontrar sua beleza real!

Sucesso, felicidades e um forte abraços,

Silvana Lages

Quer entender como aprender a gostar de si própria como você é, cuidando-se e destacando o que há de melhor em você pode ajudar em sua evolução pessoal e profissional? Então conheça a minha palestra “Ditadura da Beleza X Ditadura da Felicidade: o que realmente importa para o sucesso”. Entre em contato para mais informações sobre agenda e contratação: contato@silvanalages.com.br | (31) 9136-7973

capaface3

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Deixe um comentário

Comentar post