De menininha da Roça à Palestrante na Europa

banner-10-anos-post_


DE MENININHA DA ROÇA À PALESTRANTE NA EUROPA

– DEZ ANOS DE CAMINHADA –

 Resolvi contar para você a história da minha caminhada de 10 anos como palestrante para mostrar que você pode, como eu, descobrir a força que existe dentro de cada um de nós e tenha como inspiração a minha trajetória, independente do sonho que acalenta em seu coração.

Como você sabe, nasci em Conceição do Mato de Dentro- MG e fui criada no Lambari, que é um rancho na roça. A simplicidade da roça não me impediu de ter uma infância feliz e me ensinou que a felicidade existe no SER e não no TER e além de mostrar que sonhar alimenta a coragem para alçar os voos da vida.

Na roça, tudo era diversão, desde fazer pose para uma foto, dormir em barraca ou andar a cavalo.

 

DSC02196 PALESTRAS 060 PALESTRAS 069

 

PALESTRAS 099Na simplicidade da minha infância descobri o valor da família, a beleza da convivência e do amor mais puro que existe: dos pais para os filhos, dos filhos para os pais. Tudo era motivo para celebrar a alegria da vida, mesmo com todas as dificuldades que a gente enfrentava. Não pensem não que a vida na roça é um mar de rosas. Tem rosas por lá, mas também tem espinhos.  E estes espinhos é que me ensinaram, desde pequena, que se quero sentir o perfume da flor, tenho que ultrapassar os espinhos. E quando os espinhos me feriam, a solução era fazer um curativo e seguir em busca do perfume, sempre apoiada e incentivada por meus pais: o seu Djalma e a dona Violeta, pessoas simples com alma nobre. Fui ferida pelos espinhos da vida muitas vezes.

 

DSC02195Na infância, com a perda do lindo e maravilhoso anjinho que está no céu protegendo a família- meu irmão Saulo-, fato que me fez aprender que temos que aproveitar o momento em toda sua plenitude e que a dor faz parte da vida, mas que por maior que seja, não devemos nos entregar a ela, pelo contrário, devemos seguir em frente sem jamais perder a fé na vida e em Deus. Essa dor na infância me tornou mais forte e responsável, pois tinha meus pais para apoiar, dar carinho, atenção e força para juntos, enfrentarmos aquela perda tão doída. E se hoje sou quem sou é porque com a partida prematura de Saulo aprendi que temos que ser fortes mesmo na mais profunda dor.

Você pode estar pensando: então você negou o sofrimento? Não, não neguei. Sofri, sofri muito, como também sofri em tantos outros momentos de minha vida, mas não me entreguei a estes sofrimentos, não fiz deles motivo para desistir de meus sonhos, pelo contrário, criei mais força para lutar pelo que quero na vida.

 

1Como já disse, a família foi e é meu esteio, mas a FÉ é o meu alimento. Mesmo com toda a simplicidade, nunca deixei de honrar a Deus – energia que nos nutre e fortalece. Nos momentos difíceis é para ELE que peço conselhos, nos momentos alegres, é a ELE que agradeço. Mesmo lá na roça, jamais deixei de seguir Sua palavra. Se hoje tenho valores de vida, como gratidão, respeito, honradez, simplicidade, garra para alcançar meus objetivos e muito mais é graças a essa dupla – minha família e Deus-. O valor da FÉ herdei dos meus maravilhosos pais, dois grandes devotos a DEUS.

Mesmo desengonçada, me achando feia e sendo chamada de Olivia Palito/Lagartixa Branca/Timburé beiçudo, entre outros apelidos, não me deixei abalar porque dentro de mim havia a convicção nutrida pela minha fé de que eu era alguém que ultrapassaria tudo isso. Os hoje chamados “bulling” não me vitimizaram, pelo contrário, foram portas que se abriram para eu ser a pessoa que sou hoje, como também estímulo para eu ser melhor a cada dia.
E o tempo foi passando… e eu, intuitivamente, me empoderando cada vez mais e com mais certeza de que para crescer como pessoa basta acreditar em si   e tocar o barco da vida sem jamais abandonar o leme para deixa-lo à deriva.

 

5 P1010046

Com essa crença, meu exterior também foi tendo mudanças desde minha adolescência. De menininha da roça fui me tornando mulher que foi, aos poucos, tomando posse de sua beleza. Não pensem que foi num passe de mágica essa transformação. Levei muitos anos para tomar totalmente essa posse. E não foi fácil. A verdadeira posse da minha beleza foi em 2009. Nesta época sofria muito, tentava ser bonita, mas era brega de doer, pois copiava os outros e não olhava para mim, para minha beleza, só olhava a beleza do outro. Então, um dia decidi não permitir mais que outros barrassem minha vida, tirassem os meus sonhos.  Desse dia em diante me tornei bela para mim mesma, e essa beleza passou a se mostrar no brilho dos meus olhos.

 

Imagem 100Meus pais também foram crescendo, com muita luta e sacrifícios nosso sitio foi se transformando tal qual eu, sem perder a simplicidade. E meus pais exigiam de mim uma única coisa: que estudasse para ser alguém, como meu velho e saudoso pai sempre dizia. Mas mesmo que ele me dissesse isso tive que aprender a duras penas que estudar, dedicar-se ao que se quer é o caminho para o sucesso. Eu era malandra e só dei valor ao que meu pai dizia, só aprendi a dar valor ao estudo, depois de tomar 3 bombas, ser expulsa do colégio e ficar 6 meses sem poder estudar. Por causa desse episódio me senti a última pessoa do mundo. Na época, estava no primeiro ano do curso de Magistério. A lição serviu. No ano seguinte voltei, refiz o primeiro ano, conclui o Magistério, fiz faculdade e desde então sempre fui uma das primeiras da sala.

Foi preciso uma rasteira da vida para aprender, de fato, o poder do saber e entender que os tempos não eram mais os mesmos, não bastava só a vontade de crescer, era preciso evoluir em conhecimento para não ficar estacionada na vida. Aprendi a transformar o conhecimento em sabedoria, aprendi que a sabedoria que extraímos do conhecimento é de fato o combustível que precisamos para deixar o carro da vida rodar quilômetros e quilômetros.

 

IMG_6699Essa compreensão me levou a cursar Contabilidade na UMA/MG. No dia de minha formatura meus pais eram só sorrisos e eu mais ainda. Foi um dia inesquecível não só pela alegria de todos nós, mas também pela certeza de que quando se busca algo com foco e determinação torna-se realidade. Olhar para esta foto faz meu coração bater mais forte, por ter alcançado uma meta de vida e, principalmente, por meu guerreiro e modelo de vida não estar mais conosco. Partiu cedo. Um AVC o levou e me deixou mais uma certeza: a da gratidão por ter sido meu pai, meu herói, aliada à convicção de que temos que seguir nossos sonhos, sim, mas sem jamais deixar de curtir cada momento da vida com quem amamos, isto é, buscar os objetivos sem esquecer o agora porque nesse agora estão as lições e a força para   enfrentar o amanhã. Ele se foi, mas ficou a outra guerreira maravilha:  a minha amada VIVI – minha mãe- que segue ao meu lado nesta caminhada. Então, faça como eu: busque seu caminho, firme a sua Marca Pessoal mas gerencie seu tempo para usufruir da companhia dos que você ama. Assim, no dia em que partirem você vai sentir, mas não vai se entregar para a dor porque terá a consciência de que o tempo de convivência foi gratificante. Como trabalho muito, voltei a morar no interior para desfrutar a minha mãe e proporcionar ao meu filho uma infância sadia como foi a minha. Mas confesso que preciso ainda mais tempo para meus dois maiores bens: meu filho Lucas e minha mãe Vivi.

Diploma na mão parti rumo a uma atividade.

Recebi, então, um convite para montar uma empresa de uniformização. Nada a ver com minha formação e ao mesmo tempo, tudo a ver. Como administrar sem conhecimentos contábeis???

13E este foi o impulso maior para ter a certeza de que queria trabalhar com a postura e melhoria da imagem das pessoas. Já estava passando por transformações que a vida me exigia: de menina da roça, com tudo para permanecer insignificante, à empresária. Nessa fase, tive o incentivo de um ex-noivo e seu pai, o Leonardo e o seu Francisco Mattos. Não fosse eles, talvez nunca tivesse saído de Conceição. Leonardo hoje, como pagamento por ter me ajudando tanto, está muito bem casado com Lívia, uma pessoa muito especial. Tem uma família linda. Mesmo eu não tendo convivência direta com essa família tenho muita gratidão ao Leonardo e um carinho, respeito e admiração especial pela Lívia.

Sou uma privilegiada, sempre tive anjos de pessoas me auxiliando e incentivando a acreditar que venceria na vida, que muitas portas iriam se abrir embora outras permaneceriam fechadas.  Sou também imensamente grata à minha tia “Dodora” que muito me ajudou, inclusive se cursei uma faculdade foi porque ela assumiu boa parte dos custos. Não posso deixar de destacar a gratidão à dona Cida, seu Fernando e ao Daniel que me acolheram em Belo Horizonte. Sem o desprendimento deles não teria onde morar quando fui para Belo Horizonte. Deus os colocou em minha vida através de um anúncio de jornal oferecendo um quarto para alugar. Foi empatia ao primeiro olhar.

A parte dos agradecimentos a pessoas especiais é super desafiante ficaria horas falando nomes e ainda não conseguiria falar todos. Mas vou deixar minha menção de gratidão aos queridos: Tio Hely, Tia Mitsi, Tio Fábio, Tia Hilda, Juliana, Netinho, Beto Gamen e Natasha Schiebel. Franklin Lima foi um aba quando me ajudou a entender a lógica do mundo digital, Roberto Shinyashiki um grande mestre, e eu acredito tanto no coaching que tenho duas coachs maravilhosas que me ajudam a fazer dos meus sonhos realidades, Claudia Silva e Amaniksha.

Mas voltando para a empresa de uniformização. Um dia senti que tinha que oferecer algo a mais para meus clientes. Eles não queriam só roupas iguais, na realidade queriam valorizar a imagem de seus funcionários para que ficassem alinhadas à cultura da empresa. Decidi oferecer, gratuitamente, uma palestra sobre postura e imagem, fui pioneira neste tipo de negócio. Tomada a decisão fui me preparar para realizar essa cortesia: fiz um curso no SENAC sobre Consultoria de Imagem, Etiqueta Profissional e Oratória. Me apaixonei e nunca mais parei de me perfeiçoar. Fiz também um curso de Palestrante, mesmo sendo minhas palestras uma cortesia para meus clientes dos uniformes. A ideia deu tão certo que em pouco tempo não dava mais conta de palestrar individualmente. Passei a palestrar para grupos de empresas aos sábados, em um hotel.

Certo dia recebo um telefonema da Patrícia, da CONSERVO querendo comprar minha palestra. Falei que vendia uniformes e não palestras. Mas ela insistiu que queria comprar a palestra que fazia para meus clientes. Acabei concordando. Ela foi quem me mostrou que eu tinha uma missão de vida a cumprir nesta terra: ajudar pessoas a se empoderarem. E não parei mais, me dediquei a estudar mais, saber mais e com isso minhas palestras foram melhorando a cada dia.

palestranteMesmo temorosa, com aquela angústia que bate quando vamos fazer alguma coisa. Mesmo com uma angústia interna, lá fui eu. Caprichei no visual, como você pode ver ao lado já havia mudado bastante, mas ainda muito pouco, uma mudança ainda insegura, presa. Mesmo tendo nascido na roça aprendi logo as regras de etiqueta e coloquei em atividade o que aprendi nos cursos que já havia feito. Tomei uma dose de coragem, revi o que aprendi nas aulas de oratória do SENAC e… recebi muitos aplausos que soaram para mim como mensagem divina de minha missão.

 

senacO curso do SENAC foi a mola mestra para a minha primeira palestra, mas eu precisava conhecer mais sobre maquiagem, coisa que uma menina da roça não tinha acesso. Aprendi … e fiquei espantada com o resultado.

Parti para outros cursos. Fiz Consultoria de Imagem e Personal Stylist – com Titta Aguiar; Etiqueta- com Esther Proença Soares; Visagismo- com Philip Hallawell e a grande mestra até hoje é Ilana Berenholc. Foi através de suas orientações que me tornei Especialista em Consultoria de Imagem, em Consultoria de Imagem Corporativa Especialista e em Consultoria de Imagem Masculina. Fui caminhando na busca do saber para poder aplicar em mim e depois ajudar pessoas a superarem barreiras que existem só em suas cabeças. Com a minha caminhada na busca do saber foi possível o meu crescimento e também ajudar pessoas a superarem barreiras que existem só em suas cabeças, pois se eu consegui crescer e evoluir, passando de Olivia Palito/Lagartixa Branca/Timburé beiçudo a quem sou hoje, sem praticamente nenhum recurso, você também consegue. Basta ter foco, fé e coragem.

Fui crescendo, evoluindo, apoderando-me   da mulher que sempre existiu em mim, que teve muitos motivos para desistir no meio da viagem, mas persistiu.

 

IMG_5359Você deve estar pensando:  a Silvana chegou até aqui porque nunca teve problemas! Engano seu.

-586Nessa caminhada de 10 anos como Palestrante tive depressão, sofri um aborto, tive um casamento desafiante que resultou em uma separação desgastante – graças a Deus hoje restou uma amizade boa -; tive, depois, uma gravidez de risco que me fez ficar de repouso por 6 meses; meu pai teve um AVC 20 dias antes do primeiro neto dele nascer. Eu estava naquela época no meio de uma crise conjugal e num caos financeiro. Enfrentei uma eclampsia pós-parto, com meu filho na UTI por desafios respiratórios, meu pai também na UTI de outro hospital.

Enfrentei tudo com coragem e confiante, pois sempre disse que na vida não existem problemas, mas, sim, falta de soluções. E fui buscando soluções para estes momentos sem nenhum alarde, sem propagar aos quatro ventos. Eram situações que diziam respeito à minha via e era eu quem tinha que resolver, mas sempre contando com ajuda da família e amigos muito próximos. Fui superando estas e muitas outras situações sem jamais deixar de acreditar que dentro de nós é que estão as soluções que tanto buscamos fora; é claro que nesta hora tive ombros amigos com os quais pude contar, afinal o orgulho não leva a nada.

Em 2009, no auge da carreira tive que parar. Meu filho, então com 2 anos, estava sofrendo muito. Larguei tudo e voltei para Conceição. Pensei em começar outra atividade, mas nada fazia meu olho brilhar e dar o início. Fiquei lá por um ano e meio, pois apareceu uma outra oportunidade e voltei para Belo Horizonte onde conheci o Marketing Digital. Mais uma paixão e muitas possibilidades. Pensava que era algo só para ensinar como se posicionar nas redes sociais. Quando vi que era muito mais, descobri um nicho de oportunidade: utilizar as ferramentas online para levar meus cursos para o mundo todo sem sair de casa.

com filhoAgarrei a oportunidade e me potencializei, me preparei muito e hoje estou trazendo para você a minha ferramenta de venda online. Através dela, qualquer pessoa de qualquer lugar do mundo vai poder participar de meus cursos, a valores simbólicos, de forma prática, rápida e empoderador. Isso tudo porque meus cursos são para incluir pessoas que não teriam condições se fosse diferente. Voltou o brilho nos meus olhos e a felicidade de poder ficar ao lado de meu filho todos os dias.

 

Em 2015 fiz o curso de Coaching, ferramenta que muito me auxiliou, principalmente por me mostrar que de fato cabe a nós as decisões e que o Coach é o ombro amigo que tanto buscamos. Tanto é que hoje sou Master Coach, o que me permite ajudar muito as pessoas na solidez da Marca Pessoal e empoderamento.

E se a menininha da roça enfrentou os desafios foi porque sempre acreditou que os desafios surgem para abrir portas. E você? Enfrenta seus desafios?


-6811-Edit SILVANA_ESTUDIO-144


 

Para comemorar todas estas oportunidades e conquistas dos últimos 10 anos vou presentar você com um método INCRIVEL de empoderamento. É muito mais que uma palestra, totalmente online e com acompanhamento de atividades por 7 semanas.

Este presente é o meu reconhecimento a Deus por todas estas conquistas que só foram possíveis pelo brilho que consegui colocar no olhar de muitas e muitas pessoas

Imagem 123Estou partindo para uma nova fase: tornando-me Palestrante Internacional. Estou muito feliz com tudo o que a vida tem me dado e que Deus coloca em meu caminho. Hoje sou uma mineirinha da roça que venceu barreiras e que de Conceição do Mato de Dentro- MG rumou para Portugal para passar a nossos coirmãos, com muito amor, OS CAMINHOS PARA O SUCESSO.

 

Lute você também. Busque do seu jeito, da sua maneira.

A única coisa que você não pode é desistir dos seus sonhos, desistir de você.

 

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Deixe um comentário

Comentar post