Um presente, muitas intenções: como acertar na escolha de brindes de final de ano

Por Silvana Lages

Basta dezembro chegar para presentes de fim de ano começarem a chegar. Afinal, este período é visto como crucial no relacionamento com parceiros, clientes, fornecedores e colaboradores com os quais se deseja continuar fazendo negócios nos próximos 12 meses. 

Porém, escolher o que oferecer a quem você deseja presentear não é tarefa das mais fáceis. Pequenos erros podem prejudicar a imagem da empresa e arruinar relacionamentos.

Sabendo disso resolvi escrever este artigo apresentando algumas dicas simples, mas muito eficientes, para garantir que você não cometa esses erros. Acompanhe.

presente-fim-de-ano

1) Políticas empresariais

Muitas empresas possuem políticas específicas quanto ao recebimento de presentes. Então, se estiver enviando um presente para seu cliente, fornecedor ou parceiro, primeiramente procure conhecer qual é a política adotada pela empresa na qual eles trabalham para não correr o risco de ter seu presente devolvido. Uma simples ligação para o pessoal de Recursos Humanos ou para o seu contato na empresa resolve essa situação.

2) Presente não é suborno

Seja qual for o público (cliente, parceiro ou fornecedor), o fato é que a relação que sua empresa tem com ele é, de fato, comercial. O maior risco que se pode correr ao enviar um presente de final de ano (ou em qualquer época) é que isso seja confundido com uma tentativa de suborno. Algo que condicione o seu favorecimento nas transações futuras. Por isso, ao escolher o que dar, presentes extremamente caros ou dinheiro vivo estão fora de cogitação.

3) Conheça seu público e conheça sua marca

O presente precisa ser algo que represente sua empresa de alguma maneira, e que seja útil para quem o receber. Procure sempre escolher itens que estejam de acordo com o segmento ou perfil do público que você quer atingir. Não adiantaria nada, por exemplo, dar um pen-drive a profissionais que não trabalham diretamente com computador.

4) Timing

Por mais que essa seja uma época em que é comum enviar presentes, você precisa avaliar se é mesmo o momento certo. Se o cliente, parceiro ou fornecedor estiver preste a fechar um contrato com sua empresa, por exemplo, pode pegar mal o envio de presentes. É possível que as pessoas entendam isso de maneira errada, achando que a organização esteja querendo “comprá-los” com aquele brinde. Por isso, faça uma análise criteriosa de quem precisa e quem não precisa receber seus brindes de fim de ano e não prejudique sua imagem e a da sua empresa.

5) Não arrisque

Procure não arriscar com presentes muito diferentes ou não convencionais. Jamais dê brindes que sejam proibidos pela legislação local ou mesmo banidos pelas diretrizes da empresa na qual seu público trabalha. O presente não deve causar nenhum tipo de constrangimento público para aquele que receber. Na dúvida, dê algo voltado ao ambiente profissional, e não pessoal. Nunca podemos dar algo pessoal!

De forma geral, é preciso utilizar o bom-senso na escolha dos seus brindes de final de ano. Eles podem ser excelentes formas de melhorar sua relação com clientes, parceiros e fornecedores. Porém, devem estar alinhados à mensagem que sua marca pretende passar.

Presentes mais clássicos podem sempre ser boas apostas: cestas natalinas, agendas, canetas, champagne (para celebrar a parceria do ano que está acabando), canecas personalizadas, cartões escritos a mão são exemplos disso.

Escolha seus presentes/brindes com sabedoria e fortifique seu relacionamento com o público e também a imagem de sua marca. Essa é a melhor maneira de encerrar 2013 e começar 2014 com o pé direito!

Silvana Lages

Um bom presente para os colaboradores da sua empresa neste fim de ano é uma palestra de Silvana Lages. Quer entender por quê? Entre em contato conosco pelo telefone (31) 9136-7973 ou pelo e-mail contato@silvanalages.com.br que termos prazer em explicar.

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Deixe um comentário

Comentar post