A sutil diferença entre ter fama e importância – e como isso afeta diretamente a sua marca pessoal

Pare por um minuto e responda a essa pergunta: você sabe qual é a diferença entre uma pessoa famosa e uma pessoa importante?

A pergunta parece simples, mas gera uma série de confusões que podem ser extremamente prejudiciais no processo de valorização da sua marca pessoal. Sim, confundir as duas palavras pode te prejudicar muito caso você não saiba bem o que está procurando.

Muitas mulheres chegam até mim com um objetivo claro: querem agregar mais valor para a sua marca pessoal e não sabem como fazer isso de forma efetiva. Já tentaram inúmeras vezes e nunca conseguiram sucesso e, em alguns casos, até se prejudicaram um pouco em meio às tentativas.

Isso acontece, muitas vezes, justamente por conta da confusão entre ser uma pessoa importante e ser uma pessoa famosa. Uma marca pessoal de valor precisa ter importância – não precisa, necessariamente, ter fama. As duas coisas são bem diferentes e eu vou usar o dicionário para explicar melhor:

Fama é um “conceito formado sobre algo ou alguém; reputação (boa ou ruim), renome, celebridade; condição de quem é muito conhecido publicamente”, enquanto importância é “aquilo que é relevante, necessário, superior; mérito, posição de destaque; prestígio; autoridade; comportamento que denota respeito”.

Deu para perceber a diferença?!

Se ainda não conseguiu visualizar bem, tente pensar em exemplos reais. Nos dias de hoje, existem pessoas extremamente famosas que não possuem importância nenhuma e têm sua fama construída a partir de coisas superficiais. Pessoas que publicam qualquer bobagem nas redes sociais apenas com o intuito de conquistar likes e compartilhamentos.

Enquanto isso, existem pessoas extremamente importantes que não possuem fama alguma e sequer são conhecidas fora do meio onde convivem. Pessoas que fazem trabalhos voluntários em comunidades carentes, cientistas que fizeram grandes descobertas, médicos que salvaram vidas, coaches que ajudam outras pessoas a redescobrirem seus propósitos de vida e por aí vai…

São como essas pessoas que têm mérito, prestígio e uma marca pessoal de valor. Elas preferem focar seu esforço em ações que vão transformar o mundo de alguma maneira, em vez de se esforçarem para conquistar fama e reconhecimento passageiro.

E é esse o ponto primordial para quem quer agregar mais valor para a sua marca pessoal: busque ser importante. Você precisa fazer a diferença no mundo – não pode, de forma alguma, ser apenas mais um.

E não se preocupe em fazer grandes feitios. Mudar o mundo a sua volta já é o suficiente para ser uma pessoa importante, uma pessoa com reconhecimento, prestígio e uma marca pessoal de muito valor.

Para isso, tire alguns minutos para refletir: o que as pessoas que estão perto de você precisam? Como você pode ajudar aos outros com o trabalho que você faz? Em que as suas qualidades podem ser úteis?

Pessoas assim, que agem pensando naqueles que estão a sua volta, são muito mais valiosas do que aquelas que pensam apenas em conquistar fama e audiência. É melhor impactar uma pessoa de forma intensa, mudando a vida dela de alguma maneira, do que conquistar a atenção de centenas de seguidores e não fazer a diferença na vida de nenhum deles (como acontece com grande parte de muitos “famosos”).

É o que diz uma famosa frase: “é melhor ser muito para poucos, do que pouco para muitos”. Então preocupe-se em posicionar sua marca pessoal focado na importância, não na fama. Quando você tenta transformar o mundo dia após dia, do seu próprio jeito, encontrando sintonia entre o que você faz e o que as pessoas precisam, o reconhecimento será uma consequência certa e a fama virá com certeza, por mérito e com louvor.

Você terá uma marca pessoal de valor sem nem se preocupar muito em mostrá-la, pois será mostrada espontaneamente pela sua importância na vida do outro – você não precisará fazer tanto esforço para ter uma Marca Pessoal Importantemente Famosa que entrega valor ao mundo.

Confira mais sobre o assunto no vídeo abaixo:

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Deixe um comentário

Comentar post