5 dicas para não errar em almoço ou jantar de negócios

Por Silvana Lages

Almoços e jantares corporativos são cada vez mais comuns no dia a dia profissional em empresas de pequeno, médio e grande porte. Afinal, tirar uma reunião de dentro do escritório pode ser uma excelente maneira de fazer com que os participantes abram a cabeça para diferentes possibilidades, apresentem ideias mais criativas e interajam de maneira mais espontânea.

Porém, apesar de ser um momento naturalmente mais informal, eles também exigem cuidados relacionados à etiqueta para garantir que a imagem de cada profissional que participa destes eventos seja sempre a mais adequada para o momento.

Pensando nisso, preparei algumas dicas para ajudá-lo a se comportar melhor no próximo almoço ou jantar de negócios. Os resultados para sua carreira serão excelentes. Você vai ver!

5 dicas para nao errar em almoco ou jantar corporativo1) A responsabilidade da conta

Dúvida muito comum e de resposta simples: quando o almoço ou a jantar é a negócios, a conta é sempre de responsabilidade de quem convidou. Mesmo que o convidado se ofereça para dividir, o melhor é dizer que em outra oportunidade ele poderá fazer isso.

Caso uma mulher seja a anfitriã e, por educação, um convidado homem se ofereça para pagar, a regra deve ser mantida. Uma boa saída é dizer que a conta será paga pela empresa.

2) A escolha da refeição

Antes de definir o local do almoço ou do jantar, descubra se os convidados têm restrições a algum tipo de comida (se há algum vegetariano no grupo, por exemplo, uma casa de carnes pode não ser uma boa pedida). Depois, já no restaurante, evite pedir comidas muito exóticas, apimentadas e com sabores novos, para não correr o risco de não gostar e deixar no prato (o que fica feio). Além disso, comidas difíceis também devem ser evitadas. E aí você precisa analisar o que considera “comida difícil” – spaghetti, comida com muito molho (que corre o risco de sujar a roupa), etc.

3) Bebida alcoólica: sim ou não?

O bom senso deve sempre imperar em um almoço ou jantar de negócios. Se a formalidade não é tão grande, uma cerveja ou uma taça de vinho podem ser liberados. Porém, nunca vá além da “primeira” – taça, copo ou latinha.

4) Guardanapo: como usar?

Apesar de ser uma cena clichê no cinema aquela em que o personagem utiliza o guardanapo como babador, essa nunca deve ser a forma escolhida por você em um almoço ou jantar de negócios. O guardanapo de pano deve ficar no colo mesmo, e quando você quiser levantar pensando em voltar à mesa deve deixá-lo em cima da mesa no seu lado esquerdo com a parte suja escondida.

5) Como lidar com celular, tablet e notebook?

Celular? Desligado ou no modo silencioso. Caso necessite atender a uma chamada, peça desculpas e avise que é urgente. Mesmo assim, não permaneça na ligação por mais de dois minutos e muito menos fique conversando na mesa.

Às vezes, mesmo que a reunião seja em um restaurante, é preciso apresentar informações para complementar uma reunião. Porém, nada de colocar o notebook ou o tablet na mesa. Ou você leva as informações na cabeça ou deixa para apresentá-las em um ambiente apropriado – no próprio escritório ou em um café, por exemplo. Nos restaurantes o permitido é o bate-papo!

Agora é com você. Lembre-se destas dicas em seu próximo almoço ou jantar de negócios e melhore sua imagem pessoal no trabalho. Os resultados serão excelentes!

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Uma resposta para "5 dicas para não errar em almoço ou jantar de negócios"
  • 20 de outubro de 2013
    ari sousa

    excelente gostei muito obrigado

    (responder)
Deixe um comentário

Comentar post