AUTOCRÍTICA – O PILAR DE SUCESSO DE UMA MARCA PESSOAL

Você sabe usar a autocrítica a seu favor?

Quando o assunto é marca pessoal, a maioria das pessoas fica restrita a pensamentos que envolvem apenas a postura no ambiente de trabalho e os atributos profissionais. Isso não está certo! Uma marca pessoal de valor abrange muitos outros pontos que devem ser sempre levados em conta – a autocrítica é um deles e é sobre isso que eu vou falar no artigo de hoje.

Há alguns dias, fui acompanhar minha mãe, que está passando por um tratamento médico, em uma consulta. Estávamos juntas e, enquanto esperava ela ser chamada, levantei para ir à lanchonete. Quando voltei, vi que minha mãe estava conversando com um antigo amigo e conterrâneo. Em tom de empolgação, ele contava todas as novidades que vinham acontecendo em sua vida e todos os seus projetos de futuro.

Sentei ao lado dos dois, escutei por mais um tempo as coisas que ele tinha a dizer, me levantei novamente e, quando voltei, ele já havia ido embora. Parei para refletir sobre isso e me veio a ideia para escrever este artigo.

O amigo da minha mãe ficou conversando com ela por um tempo bastante prolongado e, durante todo esse tempo, não teve curiosidade de saber como ela estava e quais eram as suas novidades. E olha que o cenário favorecia: minha mãe estava em um consultório médico, passando pelo tratamento de uma doença  desafiante. Ainda assim, ele não se preocupou a ponto de perguntar nada sobre ela.

Isso pode parecer absurdo e talvez você pense que nunca faria, mas é uma atitude completamente natural: o ser humano se interessa por ele. Isso é intuitivo, natural. Nós gostamos de falar sobre nós, queremos contar sobre nossos projetos e planos, temos empolgação quando o assunto é sobre nós mesmos.

E não existe nenhum problema em falar sobre você! O erro acontece quando você fala SÓ sobre você, exclusivamente. Pessoas assim tendem a serem vistas como chatas, com o papo ruim e egoístas.

Quando estamos conversando com alguém, devemos mostrar interesse em saber o que a outra pessoa tem a dizer. Nunca devemos chegar falando sobre nós, incansavelmente. Demonstre atenção, pergunte como está a vida dela, tenha atenção para ouvir tudo o que ela tem a dizer.

São pessoas assim que são lembradas com carinho, que são associadas a um papo agradável e que são boas de conviver. Gente que só fala sobre si mesmo é, constantemente, lembrado como uma pessoa egocêntrica, que não se importa com ninguém além dele mesmo. Então não seja uma Marca Pessoal que transmite esta mensagem.

Essa é a reflexão que eu quero passar hoje, com esse artigo: ligue a autocrítica e esteja sempre observando suas atitudes. Quando você está conversando com outras pessoas, você fala só sobre você ou você também se abre para escutar, verdadeiramente, o que o outro tem a dizer?

Esteja sempre atento a isso e, também, sobre a qualidade da sua conversa: seja uma pessoa de papo descontraído, agradável e produtivo. Ninguém gosta de gastar tempo conversando com pessoas que reclamam de tudo e que não sabem conduzir uma conversa agradável, com sintonia e conexão.

Então observe seu comportamento e nunca deixe a autocrítica de lado. Sempre que estiver conversando com alguém, troque os papéis de lugar e reflita, com sinceridade, se você gostaria de estar escutando aquela conversa. Se a resposta for sim, você está no caminho certo! E este tem que ser um exercício diário, se não caímos no automático. E falo com propriedade, pois tenho que me observar constantemente nas conversas para não ficar como a chatonilda da história. Ligar a auto observação me ajuda muito, então ligue o seu e deixe marcas positivas quando o quesito for o seu estilo de comunicação. Seja vigilante, mas não se engesse – naturalidade e autenticidade valem ouro.

Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.
Deixe um comentário

Comentar post